Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal

Responsabilidades



Prefeitura Municipal

  • Estabelecer política de Iluminação Pública;

  • Definir os padrões de iluminação Pública em conformidade com a norma 024 da Associação Brasileira de Normas técnicas - ABNT e normas e padrões técnicos da Coelba;

  • Implementar programas de combate ao desperdício de energia elétrica;

  • Gerenciar os contratos de fornecimento de energia elétrica das unidades consumidoras do Grupo A e Grupo B, buscando minimizar custos com o consumo de energia elétrica e ajustar a quantidade de demanda contratada;

  • Executar diretamente ou através de empresa contratada, legalmente habilitada pela Coelba, as atividades de execusão de projetos, implantação, expansão, operação e manutenção do Sistema de Iluminação Pública;

  • Definir a política de ampliação do Sistema de Iluminação Pública;

  • Ressarcir a COELBA pelos serviços executados, imediatamente após a apresentação do documento de cobrança;

  • Responsabilidade total e direta, por danos causados na rede de distribuição e/ou a terceiros, decorrente de intervenções indevidas de seus agentes ou de empresas contratadas;

  • Responsabilidade pela correta observância das especificações técnicas, segurança, higiene no trabalho, disciplina, e demais regulamentos em vigor;

  • Submeter a aprovação prévia da COELBA de toda alteração de potência ou tipo das lâmpadas instaladas;

  • Solicitar por escrito as modificações e ampliações da iluminação pública do município e concordar com os acréscimos de potências, número de lâmpadas e o correspondente aumento de consumo no faturamento mensal;

  • Orientar a seus agentes ou às empresas contratadas, quando da substituições das luminárias, conectar nas mesmas fases em que se encontravam, visando manter o equilíbrio do sistema elétrico da COELBA;

  • Efetuar a cada 2 (dois) anos ou quando julgar necessário, juntamente ou não com a Coelba, o levantamento físico das lâmpadas instaladas na rede de iluminação pública. Caso esse levantamento venha a ser realizado em separado por uma das partes, o resultado será informado, obrigatoriamente, à outra;

  • A Execusão das instalações de caráter temporário, inclusive aquelas destinadas a festejos populares, será feita pela PREFEITURA, sob a supervisão da COELBA, cabendo a esta a conexão e a desconexão com a rede elétrica;

  • Não será permitida, sem autorização prévia da Coelba, qualquer ligação de cargas para iluminação, inclusive gambiarras, podendo ser suspenso o fornecimento sem prejuízo da cobrança do consumo devido.​

Coelba

  • Ceder à Prefeitura Municipal, o uso dos postes de sua propriedade para fins de instalações da rede de iluminação pública do Município, sem ônus para esta. Isto não implica, de modo algum, em serviço de uso em favor da ocupante, e de nenhuma forma pode ser utilizado pela Prefeitura Municipal, sem prévia e formal autorização da COELBA, para avaliação dos aspectos técnicos e de segurança;

  • A cessão passará a ser automaticamente onerosa, caso venha a incidir taxas, impostos ou qualquer tipo de cobrança pela existência e/ou instalação de postes da COELBA em vias públicas e locais de livre acesso dentro do Município;

  • Definir o local onde deve ser instalado os componentes da rede de iluminação pública;

  • Executar as extensões e melhoramentos da rede de distribuição, necessárias para atender as modificações e/ou ampliações  do sistema de iluminação pública do município, atendendo a solicitação da Prefeitura Municipal;

  • Analisar os projetos de ampliação da rede de Iluminação pública;

  • Atender dentro do prazo legal as análises de projeto;

  • Orientar a conexão da rede de IP na rede de distribuição, buscando o equilíbrio da carga, nas fases da sua rede;

  • Juntamente com a Prefeitura Municipal ou em separado, efetuar levantamento da carga instalada, visando o correto quantitativo do consumo estimado para fins de faturamento;

  • Inspecionar as instalações de iluminação pública da Prefeitura Municipal, comunicando a esta, eventuais irregularidades, que deverão ser sanadas no prazo máximo de 30 (trinta) dias, a partir da data da comunição;

  • Após este prazo, a COELBA poderá, se necessário, executar estes serviços e cobrar da Prefeitura os custos do serviço;

  • Tratando-se de emergência, a COELBA, reserva o direito de executar os reparos necessários e, posteriormente, notificar à Prefeitura Municipal para pagamento dos custos.​